Resumo de Setembro: só mais 2 meses!

Setembro… início da primavera e da nossa percepção da quantidade de coisas que ainda temos que fazer até a data da viagem!!! O mês de setembro passou excepcionalmente rápido, devido ao nosso envolvimento no trabalho das eleições. Acabou nos roubando muito mais tempo do que o previsto. Mas passou! Agora é hora de correr atrás de resolver tudo o que falta até dezembro.

Resumo do que fizemos no mês de Setembro:

1 – Fechamos reservas de hospedagem no Chile

Já fechamos hospedagem para o primeiro roteiro dentro do Chile. Como é alta temporada (férias/natal), os valores acabaram ficando um pouco mais alto que nossas expectativas. Temos certeza de que iremos compensar nos próximos meses.

Estamos tentando conseguir hospedagem com nativos, através do site workaway, mas como dezembro é altíssima temporada na região do sul do Chile, está bem difícil. Quase conseguimos uma para ajudar na produção de chocolates em uma fábrica artesanal, mas a dona precisava de alguém que tivesse espanhol fluente e acabamos perdendo a vaga. Continuamos na busca, especialmente para a Nova Zelândia.

2 – Continuamos a definir o nosso roteiro dentro do Chile

O mês de dezembro será nosso mês de férias, no qual trabalharemos nada ou quase nada nos nossos negócios. Por isso, nossa viagem pelo Chile será mais cara e mais corrida que nos próximos países que iremos. Compramos as passagens para Punta Arenas e Puerto Montt e fechamos as hospedagens dos trechos 1 e 2. Decidimos alugar um carro para nos dar mais mobilidade e podermos visitar mais locais, especialmente depois que soubemos que teremos companhia nesse trecho da viagem! Vamos aproveitar e dar uma esticada até a Argentina.

Até agora iremos a: Santiago, Punta Arenas, Rio Gallegos (AR), El Calafate (AR), Torres del Paine, Puerto Natales, Puerto Montt. Enquanto não fechamos o restante, essa parte da viagem já está detalhada na página sobre o roteiro do Chile.

3 – Reserva Financeira

Desde julho atingimos nossa meta da reserva financeira para a viagem! A reserva é um valor que ficará de stand-by para os meses que os negócios não forem tão bem. A partir de agora, estamos direcionando os extras para comprar dólares para a viagem. No mês de setembro, realizamos alguns trabalhos extras e, graças a esses trabalhos, pagamos a passagem para o sul do Chile sem mexer na nossa reserva e o dinheiro restante será convertido em dólares nos próximos dias.

Para os dólares, utilizaremos o cartão Neteller, um cartão pré-pago que já usamos há algum tempo e que é fácil de recarregar (pode ser via boleto ou cartão de crédito) e nos dá a segurança de não andar com muito dinheiro em mãos.

4 – Preparação para a viagem

Nesse mês, resolvemos algumas pequenas coisas como as vacinas para viajar e a carteira de motorista internacional. Além disso, fizemos (e depois alteramos) nossas reservas de hotéis, fechando de forma quase definitiva o nosso roteiro dos primeiros dias.

5 – Acompanhamento dos gastos da nossa viagem

Em Setembro, compramos nossa passagem para o sul do Chile (R$383,00) por pessoa. Fizemos as reservas das hospedagens, mas o pagamento será somente no local. Comprei R$200 convertidos em pesos argentinos, pois passaremos pelo país de carro e acho conveniente ter algum dinheiro quando chegarmos lá. E por falar em carro, tiramos a carteira internacional do Reis (R$182,00).

Nossos custos estão assim:

  • Total gasto até o momento: R$10,274.34 (Para nós 3), sendo a maior parte até agora com as passagens (Chile, Nova Zelandia e Bali).

O que pretendemos fazer em Outubro:

  • Fechar as hospedagens do trecho 3 no Chile e para o primeiro mês na Nova Zelândia
  • Começar a compra de dólares
  • Pesquisar e talvez comprar a passagem para o próximo destino
  • Reservar o carro para o trecho 2 do Chile
  • Pesquisar seguros de viagem

Falta pouco!!!

Renata Marques

4 comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *